As mil e uma mortas de Ciudad Juárez

Está aqui a crítica revista e aumentada ao espectáculo La Casa de la Fuerza, de Angélica Liddell, um dos melhores do ano a ficar fora das listas de melhores do ano, mesmo a dos dramaturgos anónimos, talvez por ter sido visto logo em Fevereiro de 2011, na Culturgest. A resenha foi publicada no número 8.2 da e-misférica, cujo tema é #narcomaquina.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: