Shakespeare pelas Barbas

OFÉLIA
Eu sou a mulher na frente doméstica
Sou a espera na praia
do marido desenhado no livro de leitura
Sou o meu operário e o patrão
O meu aluno e o mestre
O rei o meu peão
Eu faço xeque ao rei roque à rainha
Eu sou a que vais trair
para poderes nomear
Eu faço a mala
Preparo a tua merenda
Leio os teus papéis
Espreito no telemóvel
Ato os teus sapatos
E quando me levantar
Rebento a tua fronte com a marmita ainda quente da comida que arrefeci para nós

O nosso Heiner Müller de trazer por casa (e Shakespeare de arrancar os cabelos), sexta-feira na OMT (estreia adiada para o dia seguinte, porque quinta é greve geral).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: