Entraria nesta colectividade…

a_colectividade_lev1727

Já está online a crítica ao último espectáculo do Teatro Meridional, em cena na melhor sala de teatro do Poço do Bispo. Da imaginação prodigiosa de Natália Luiza e da trupe do Meridional saíram detalhes deliciosos. “Vassoura nova é que varre”, por exemplo, é um dos bordões da peça. No programa constam as datas mais importantes da história da tal colectividade. E não faltou uma quermesse, onde este vosso correspondente ganhou um livro ilustrado, depois de investir uma moeda nas rifas que são vendidas antes de A Colectividade começar.

(O título original do livro é Hugless Douglas, traduzido como Quem dá um abraço ao Martim?… Se fosse Quem dá um abraço ao Louraço? ficava com ele, mas sendo assim… Se conhecerem algum Martim, avisem.)

A Colectividade combina com Entraria Nesta Sala…, de Ricardo Neves-Neves, na revisão dos anos 40 do séc. XX, e por isso juntei ambos num só texto. (O Rui Monteiro fez uma crítica mais detalhada deste espectáculo na Time Out.) Eu próprio ando às voltas com uma peça que revisita as mesmas figuras. Vê-las foi um prazer redobrado.

 

Anúncios

Os comentários estão fechados.

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: